Skip directly to content
(67) 3043-5538 | Rua 7 de Setembro 453, 79002-121 - Campo Grande - MS

Síndrome, que é responsável por cerca de 233 mil óbitos em UTIs

14/09/2017 - 15:45

No Brasil, a síndrome, que é responsável por cerca de 233 mil óbitos em UTIs, é desconhecida por nove em cada dez pessoas.

 

O que é sepse?

A sepse é uma resposta sistêmica do organismo a uma infecção, que pode ser causada por bactérias, vírus, fungos ou protozoários.

Normalmente, o sistema imunológico entra em ação para atacar a infecção e impedi-la de se espalhar. Mas, se ela consegue avançar pelo corpo, a defesa do organismo lança uma resposta inflamatória sistêmica na tentativa de combatê-la.

O ponto é que essa reação também representar um problema, uma vez que pode ter efeitos catastróficos no organismo.

Quando não diagnosticada e tratada rapidamente, ela pode comprometer o funcionamento de um ou vários órgãos do paciente e levar até a morte.

Quando o paciente atinge um quadro de choque séptico, a pressão sanguínea cai para níveis baixos e perigosos, reduzindo a oxigenação de órgãos, comprometendo seu funcionamento. O choque séptico, segundo o serviço de saúde britânico (NHS) pode ocorrer como uma complicação da sepse.

Qualquer processo infeccioso - seja uma pneumonia ou infecção urinária - pode evoluir para um quadro de sepse.

Quais são os sintomas?

A organização britânica UK Sepsis Trust, que se dedica a informar sobre a doença e a ajudar pacientes, lista seis sintomas que devem servir de alerta:

- Fala comprometida, arrastada, tontura

- Tremores extremos ou dores musculares

- Baixa produção de urina (passar um dia sem urinar)

- Falta de ar grave

- Sensação de que pode morrer

- Pele manchada ou pálida

- Confusão mental ou, em alguns casos, perda de consciência

- Diarréia, enjôos ou vômito

Já os sintomas em crianças pequenas incluem:

- Aparência manchada, azulada ou pálida

- Muito letárgico ou difícil de acordar

- Pele fria fora do normal

- Respiração muito rápida

- Mancha cutânea que não desaparece quando você a pressiona (com, por exemplo, um copo de vidro transparente para se observe a mancha durante a pressão)

- Convulsão

Idosos, crianças de até dois anos e pacientes com doença crônica não controlada ou deficiência do sistema imunológico apresentam um risco maior de desenvolver um quadro de sepse.